• Ana Paula Maciel Vilela

Constatação


Imagem pela autora Piracaia MG


O silêncio permite ouvir o som das primeiras gotas de chuva

Pelas gretas da janela

Branca, de madeira,

Fechada

Por ela atravesso e, através dela,

Todas as demais janelas que,

Escancaradas,

Mostram que o tempo passou.

No quarto ouço a chuva mansa

Penso que poderia lavar a dor que há em mim,

Minha tristeza.

Ela não lava, é este o ciclo.

O vento forte derruba objetos no quintal

O balaio vai rodopiando até a cerca

Roupas sacolejam no varal

Uma porta bate

E, por instantes, correria

Acode aqui e ali

O vento passa ligeiro

Fica o chuvisco

E o resto

Porque

É assim que é.